quinta-feira, 8 de março de 2012

Ivan Santos Albuquerque

biografia

Olá!

O centro espírita que frequento (bem, ultimamente a frequência não é tão grande, mas eu sempre estou lá em pensamento - hehehe!) chama-se GEPISA - Grupo de Estudos Psíquicos Ivan Santos Albuquerque, em Sorocaba, ou "Ivanzinho", para os íntimos...

Muito bem. Mas - você sabe quem foi o tal Ivan Santos Albuquerque? Bem, eu não sabia, só o "conheci" depois que comecei a ir ao centro. O cara era um desses personagens que a gente gostaria de conhecer, sabe? Tanto que eu e minha amiga Cíntia chegamos à conclusão que a vida dele daria um belo filme, com certeza.

Mais velho de uma família de 4 irmãos, nasceu em Brotas em janeiro de 1918. Conheceu cedo a doutrina espírita, por meio de sua mãe. Vivia ajudando as outras pessoas, sempre que lhe era possível. Dava palestras sobre o espiritismo, levando conhecimento a diversos lugares, e nunca esquecia dos doentes, pobres e necessitados em geral.

Para ajudar a família que passava dificuldades financeiras, renunciou aos estudos e empregou-se num hospital em São Paulo como enfermeiro. Mandava o dinheiro para a família e, mesmo sendo solteiro, preferia ficar de noite também no hospital para conversar com os doentes.

Costumava visitar os hansenianos domingo sim, domingo não. O diretor do sanatório chegou a pedir a seu pai várias vezes para que não deixasse Ivan visitar os doentes e almoçar junto com eles, beber água no mesmo copo... Ivan invariavelmente respondia que não contrairia a doença, e nem a transmitiria para ninguém, porque cada um tem as suas provas, e essa não era uma pela qual ele teria de passar nessa vida.

Também gostava de visitar asilos e presídios. Era amado e querido por todos, onde passava.

Na década de 1940, a leishmaniose era frequente na região de Bauru, por causa do grande desmatamento. Nessa época, Ivan tratava as feridas e cuidava dos doentes. Em sua casa, sempre havia doentes, levados por Ivan - eram cuidados por ele e por sua mãe.

Marcou presença também na região das cidades de Itaporanga, Itaberá e Coronel Macedo, no sul do estado de São Paulo. Quando esteve a trabalho nessa região, ajudou um grupo de lavradores que passavam dificuldades - fundou um mutirão, que trabalharia a agricultura de maneira diferente. Teve ajuda de fazendeiros para comprar máquinas e equipamentos - a região prosperou.

Em Itaporanga, quando trabalhava na profilaxia da malária, foi procurado por alguns caboclos que avisaram que do outro lado de um rio, havia uma senhora prestes a dar à luz, sem assistência. Ivan, que era enfermeiro, prontificou-se a ajudar - porém, naquele horário, não havia barcos para a travessia. O que fez Ivan? Jogou-se no rio, atravessou-o nadando, e ajudou a mulher a dar à luz.

Também é interessante saber que Ivan, em 1942, participou do Congresso Eucarístico, em São Paulo. Ele, que adorava pregar sobre Cristo, saiu distribuindo folhetos no meio do povo e acabou sendo preso e tratado como louco - foi parar no Juqueri (hospital psiquiátrico em Franco da Rocha). Sua família só conseguiu localizá-lo depois de 2 dias, com a cabeça raspada e os bolsos ainda cheios de folhetos de divulgação espírita. Durante o tempo que ficou ali, conversou com os internos sobre Jesus e seus ensinamentos.

Desencarnou jovem, em 1946, próximo a Pompéia. Tinha dado palestra em Marília e dirigia-se a Tupã, a pedido de um amigo, quando caiu do trem. Cerca de um mês depois, comunicou-se com sua mãe, que era médium, por meio de psicografia. Sua mãe e mais algumas pessoas fundaram, pouco tempo depois, o GEPISA, para continuar divulgando a doutrina espírita (como fez Ivan a vida inteira). Legal, né?

E aí, gostaria de ter conhecido Ivanzinho, ou não? Eu sim, com certeza!

Algum cineasta se habilita a fazer o filme da vida dele?

Esse texto foi adaptado desse outro aqui:
http://www.feparana.com.br/biografia.php?cod_biog=132

Um abraço!

juliana


Atualização em 22/12/2012 - como essa é a postagem mais visitada do meu blog, nada mais justo que acrescentar o endereço do Centro:

G. de E. Psíquicos Ivan Santos de Albuquerque
Rua Dr. Deodoro Reis, 62
Vila Santana – Sorocaba – SP
(Na mesma rua do Posto de Saúde)

11 comentários:

  1. IVAN ESSE ANJO TÃO MARAVILHOSO QUE TEMOS A CHANCE DE CONHECER ENTÃO VAMOS SEGUIR ESSE EXEMPLO DE SER HUMANO. IVAN MUITO OBRIGADA ,POR TUDO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí, Lucas - ele foi um exemplo, e merece ser seguido. Obrigada pela visita e por seu comentário!

      Excluir
    2. Juliana, estive conhecendo o Centro do Irmão Ivan, adorei ter ido, conhecido as pessoas, contei-lhes o caso da minha filhinha...

      Excluir
  2. Amigos, irmãos, eu me chamo Marco Antonio, e minha filhinha faleceu com 21 dias de vida, foram 21 dias de muita oração e pedidos de proteção, quando foi na noite em que ela faleceu, um espirito disse para mim assim:
    Marco (Enênia) estou cuidando dela agora, aqui é o irmão Ivan, levantei e sem saber oque significava esta palavra fui pesquisar no google, e entao apareceu algo com inicial do nome da minha Filha Viii viiii viii viii viii viii (o texto em si falava de transferencia energetica) entendi na hora, minha filhinha havia feito a passagem, em seguida tocou o telefone do hospital me dando a noticia, nao sabia e nem imaginava quem era este Ivan, que falou comigo, mas quando pesquisei, vi quem era, que assim como minha filhinha nascera em janeiro nosso irmão é do mesmo mês...e tenho certeza que ele cuidou da minha filhinha...obrigado irmao Ivan

    ResponderExcluir
  3. Olá, Marco!
    Assim como cuidou de sua filhinha, tenho certeza que ele ajuda a muitos outros, anonimamente. Luz e paz no seu coração!
    Abraço!
    Juliana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não tenho dúvidas...é um espírito de luz abençoado

      Excluir
  4. Fui la conhecer, adorei o lugar...
    sou muito grato a este espirito de luz
    que me mostrou a verdade!

    abraços
    Marco

    ResponderExcluir
  5. Que bom que gostou, Marco! Também gosto muito de ir lá. Volte sempre!

    ResponderExcluir
  6. Eu tive uma visão; no meu ponto de vista a visão mais linda que tive até hoje. Estava em uma reunião em uma casa espírita do senhor Eurípides barsanulfo
    Quando nas orações que antecedem aos passes notei quando um jovem trajando vestes brancas se posicionou na porta de entrada em um certo momento brotaram
    Duas grandes e lindas asas de suas costas e dentro dessas asas haviam um redemoinho em cada uma, então formou-se
    Uma enorme fila de desencarnados que iam andando em direção a esse rapaz e entravam dentro desses redemoinhos e desapareciam. Nunca vi coisa tão linda emocionante e nunca me esqueci desse fato quase cinco anos depois pesquisando a Internet pelo o senhor Eurípides junto às fotos dele me veio a foto do Vandinho. Então descobri que foi ele o espirito tão lindo e iluminado que eu tive o privilégio de ver. É o mais interessante é que eu havia acabado de comentar com meu esposo á respeito e havia comentado sobre as características físicas e mencionado o quanto gostaria de saber quem era aquele anjo tão iluminado que eu havia visto 💖💖💖

    ResponderExcluir
  7. Perdão fiquei tão emocionada que nem vi
    Que escrevi errado, ivanzinho não Vandinho 💖nosso tão lindo mentor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Patrícia!
      Sim, pelo jeito, ele já deve ser anjo ou estar próximo disso.
      Obrigada pela visita e pelo comentário!
      Abraço!
      Juliana

      Excluir